Pesquisa avalia o risco de infecção dentária causar sinusite maxilar

Sinusite odontogênica - Pesquisa São Leopoldo Mandic

Pesquisa avalia o risco de infecção dentária causar sinusite maxilar

Aluna da Faculdade São Leopoldo Mandic analisou exames tomográficos e verificou maior chance de pacientes com infecção dentária desenvolverem sinusites

A sinusite odontogênica é uma infecção de origem dentária que se manifesta no seio maxilar.

Porém, por não ser diagnosticada da forma correta, muitas vezes é tratada como outros tipos de sinusite, o que não resolve os sintomas apresentados pelo paciente.

Com a intenção de avaliar a relação entre determinadas infecções originadas nos segundos pré-molares e molares superiores com a sinusite maxilar, uma pesquisa desenvolvida na São Leopoldo Mandic analisou exames de tomografia computadorizada de feixe cônico, realizados no período de 2013 a 2018, na Clínica de Radiologia da Faculdade.

No total, 431 dentes foram analisados e caracterizados quanto à prevalência de infecções dentárias. Também foram descritos os tipos de sinusite apresentados pelos pacientes que fizeram parte da amostra.

Ao final do estudo, a pesquisa constatou que há associação entre infecções dentárias e sinusopatias.

“Cirurgiões-dentistas e médicos devem descartar as infecções de origem dentária nos casos de sinusopatias. Uma vez que a causa seja a infecção dentária, o paciente terá o tratamento adequado para sua patologia”, conclui Dr.a Fernanda Ramia Curi, depois de fazer a pesquisa para a obtenção do título de mestre, na área de Radiologia Odontológica, com a orientação da professora Dr.a Francine Panzarella.

Anatomia e proximidade do seio maxilar com raízes dentárias

De acordo com diversos estudos científicos, a disseminação de infecções dos dentes posteriores até o seio maxilar da face é facilitada pela proximidade anatômica entre as raízes dos dentes e o assoalho do seio maxilar.

Na pesquisa da Dr.a Fernanda, foram estudados os dentes posteriores superiores e ficou evidente que infecções, provenientes de qualquer um desses dentes, podem causar sinusite.

“Não houve um dente ou raiz em específico que estivesse associado à presença da sinusopatia. Existe sim relação entre infecções dentárias e sinusite maxilar, mas isso não depende do tipo de dente”, esclarece a pesquisadora.

Tipos de lesão dentária e sinusite

A pesquisa, desenvolvida na Faculdade São Leopoldo Mandic, constatou que a presença de lesões aumentou o risco de velamento parcial dos seios maxilares – um dos sintomas da sinusite – sendo este aumento de 34,1 vezes em lesão periapical, 228,8 vezes em lesão endoperiodontal e a exposição de furca em 11,6 vezes.

A lesão endoperiodontal foi a pericopatia que se mostrou mais associada às sinusopatias e sua presença elevou o risco de velamento total em 48,5 vezes.

Relevância da pesquisa

De acordo com a Associação Americana de Endodontia, “mesmo que os sintomas e sinais radiográficos sejam semelhantes aos de outras sinusopatias, a patogênese e o tratamento para a sinusite odontogênica é completamente diferente dos outros tipos de patologias nos seios maxilares, portanto, se a infecção de origem dentária for negligenciada, o tratamento médico não resolverá o caso”.

A falha em diagnosticar e tratar adequadamente a sinusite de origem endodôntica resulta na persistência da doença.

Além disso, há a possibilidade de a patologia evoluir para infecções craniofaciais mais graves e com risco de morte.

O estudo feito na SLMANDIC alerta para que médicos e cirurgiões-dentistas estejam atentos aos casos de infecção em dentes posteriores, pois existe o risco do desenvolvimento da sinusite odontogênica.

Sem Comentários

Deixe um comentário

X